Aprender e Transformar - Casas Bahia

Notícias

Tudo Pronto, Bahia!

Já está tudo pronto para o inicio do Aprender e Transformar em Salvador, a penúltima cidade que recebe o projeto em 2016.

22

A pré incrição começa hoje (28/10) e vai até amanhã. Os interessados devem levar RG, CPF e comprovante de residência na loja da Casas Bahia, que fica na Rua Afranio Peixoto, s/n – Paripe ou podem comparecer ao local onde acontecerá o evento, Praça da Revolução, 170, no bairro Periperi.

24

Estudante de Ciências Biológicas foi buscar conhecimentos na área de Informática e Administração

Outra estudante de Arapiraca é Cristina Maria Barbosa dos Santos. Tem 19 anos e está fazendo Ciências Biológicas na Universidade do Estado de Alagoas (a Uneal). Diz estar à procura de um emprego. “Já trabalhei antes, como vendedora numa loja de confecções – mas não com carteira assinada.”

No programa Aprender e Transformar fez os cursos de “Assistente Administrativo”, “Excel” e “Introdução à Informática”. Diz que havia começado um curso de Informática, mas não chegou a terminar porque começaram as aulas na faculdade. “Era no mesmo horário da manhã e não dava para conciliar os dois. Mas aqui estou aprendendo mais coisas novas e sendo encaminhada para o mercado de trabalho.”

Cristina foi informada por um amigo sobre os cursos no Parque Ceci Cunha. “Assim que soube vim fazer a inscrição. Muito legal da parte das Casas Bahias promoverem esses cursos – isso dá oportunidade a vários jovens aprenderem novos conhecimentos.”

Cristina Maria Barbosa (800x505)

Preparado para o mercado de trabalho

Márcio César Calixto, 20 anos, já concluiu o Ensino Médio e pretendia fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (o Enem). Mas deixou passar o prazo de inscrição. “Agora só no ano que vem. Na faculdade, pretendo fazer um curso de professor de Artes. Quero trabalhar com teatro.”

Márcio não está trabalhando, ainda, e mora com os pais. Disse que não queria “ficar parado” e fez os cursos de “Assistente Administrativo” “Primeiros Passos para o Mercado de Trabalho”. “Pretendo arrumar um emprego e adquirir mais experiência.”

A irmã foi quem lhe falou dos cursos no Parque Ceci Cunha, em Arapiraca, cidade do agreste alagoano, a maior depois da capital. “Ela passou no parque e recebeu um panfleto divulgando o curso. Ela fez, ganhou certificado e me estimulou para eu vir também.”

Para o estudante, a ação das Casas Bahias “é muito legal porque estão dando oportunidade para todos os jovens”.

Márcio César Calixto (800x517)

********

Amanhã serão abertas as inscrições para a última semana de cursos.

Os interessados devem comparecer ao local do evento com RG e CPF, menores devem estar acompanhados de maior responsável para inscrição.

Convide amigos, familiares e vizinhos.

Esperamos por vocês!

Estamos no Parque Ceci Cunha (ao lado do terminal rodoviário), das 9h às 18h.

Estar mais preparada para concurso público.

Rosemeire Cavalcante Alécio tem 50 anos. Nasceu em Feira de Santana, na Bahia, e mora em Arapiraca há mais de 30 anos. Trabalha como técnica de Enfermagem, mas faz o curso de Serviço Social na faculdade. “Vim para cá com meus pais, ainda adolescente. Casei aqui e tive os meus filhos. Aqui estou ‘Empreendedorismo’, para contar como carga horária na faculdade”, ela explica. “Estou estudando para ter um nível superior – hoje a gente tem de ter, não é? É preciso ampliar os conhecimentos.”

A intenção, segundo Rosemeire, é estar mais preparada para concurso público. “Eles exigem, vai ser bom contar com esse curso no meu no currículo.”

A técnica de Enfermagem conta que sempre vai ao Parque Ceci Cunha, na região central de Arapiraca, a segunda maior cidade de Alagoas, localizada no Agreste. “Meu esposo é motorista de ônibus e aqui tem um terminal de transporte coletivo. Foi ele quem me falou do programa Aprender e Transformar, disse que havia aberto um toldo aqui, oferecendo cursos. Daí eu vim saber na semana passada e me inscrevi hoje.”

Rosemeire Alécio elogia o projeto das Casas Bahia, afirma ser “uma iniciativa muito boa”. “Ajuda muito a quem precisa. O curso serve até como profissão, não é mesmo?”

Rosemeire Cavalcante (800x517)

Futuro pai de 22 anos quer se preparar para a faculdade

Lucas dos Santos, 22 anos, terminou o Ensino Médio no ano passado. “Pretendo fazer curso superior, mas, por questão financeira, não consegui ainda.” Casado, conta que está à espera de um filho. “Está vindo aí em dezembro”, revela, não escondendo a alegria de primeira viagem.

Atualmente trabalhando como assistente financeiro, diz que foi atraído pelos cursos do programa Aprender e Transformar “porque oferecem oportunidade de ampliar conhecimentos”. “São vários cursos disponibilizados durante a semana. Trabalho somente um horário, então houve conciliação, o que me ajudou bastante.”

Já havia concluído a modalidade de “Assistente Administrativo” e iniciava, quando abordado pela reportagem do site, o curso de “Técnicas de Vendas”. Afirma que a intenção de estar ali na tenda do projeto em Arapiraca é “crescer profissionalmente”.

“Comecei agora no meu primeiro emprego. Quanto mais ampliar meus conhecimentos, mais chances tenho de garantir um cargo melhor. Estarei mais preparado, podendo montar um bom currículo para competir com os outros colaboradores.”

Lucas se informou sobre os cursos num grupo de amigos na rede digital do WhatsApp. “Uma colega postou o panfleto do curso informando o endereço aqui na praça. E eu não quis perder a oportunidade. Na mesma hora vim para cá fazer a inscrição. Parabéns às Casas Bahia pela grande oportunidade que está dando a todos nós. Essa preparação que estão fazendo com a gente para o mercado de trabalho, hoje cada vez mais competitivo, é um estímulo.”

Lucas

*****

Hoje serão abertas as inscrições para a segunda semana de cursos.

Os interessados devem comparecer ao local do evento com RG e CPF, menores devem estar acompanhados de maior responsável para inscrição.

Convide amigos, familiares e vizinhos.

Esperamos por vocês!

Estamos no Parque Ceci Cunha (ao lado do terminal rodoviário), das 9h às 18h.

De olho na faculdade de Psicologia

De olho na faculdade de Psicologia, estudante adquire conhecimentos nos cursos de inclusão digital e social

Guilherme Rodrigues, 18 anos, terminou o Ensino Médio e pretende cursar a faculdade. “Quero fazer Psicologia ou Administração, mas é mais forte Psicologia mesmo.”

O jovem fez três cursos no programa Aprender e Transformar, instalado numa tenda com excelente estrutura montada no Parque Ceci Cunha, na região central de Arapiraca, município do agreste alagoano. “Os curso de Administração e Técnico de Vendas foram oito horas, o de Empreendedorismo, 20 horas”, contabiliza o estudante.

Atualmente desempregado, já trabalhou “com vendas, numa loja”. Garante estar “focado em conseguir um emprego”, afirmando que, com os cursos das Casas Bahia, estará “mais preparado para, futuramente, fazer o Vestibular e conquistar uma boa posição profissional”.

Soube do programa de inclusão digital e profissional por “um colega”. “Ele que me avisou, ‘vai lá fazer um curso, é de graça’. Vim me informar direitinho e me matriculei nesses três cursos. Aproveitar essa oportunidade, não é?”

Diz que é “bacana mesmo as Casas Bahia realizarem esse projeto”. “Do jeito que está concorrido o mercado de trabalho, com esses cursos fica mais fácil.”

Guilherme Rodrigues

“Estou fazendo um curso profissionalizante que vai melhorar o meu currículo”

Michele Muniz dos Santos tem 17 anos e não terminou o Ensino Médio. “Parei no nono período. Engravidei e agora tenho uma menina, mas pretendo continuar. Estou fazendo um curso profissionalizante que vai melhorar o meu currículo. Com mais conhecimentos, você tem mais oportunidade.”

Entrou em contato com o projeto ao passar nas Casas Bahias, no centro de Arapiraca. “Uma funcionária da loja me chamou e me informou sobre esses cursos. Ela perguntou se eu queria fazer e eu disse ‘quero sim’. Daí me inscrevi e vim fazer.”

Michele já trabalhou com a mãe, atuando no comércio independente. “Eu quero dizer às Casas Bahia um ‘muito obrigado’ e que continue circulando, ajudando muitos jovens como está fazendo agora. Pessoas que nunca tiveram oportunidade puderam estudar e aprender coisas novas.”

Michele Muniz

“Quero atualizar os meus conhecimentos “

Rafael Soares da Silva, 33 anos, casado e desempregado. Trabalhava como atendente do bar de uma pizzaria no centro de Arapiraca. Terminou o Ensino Médio e pretende entrar “num curso superior, futuramente”.

“Ia passando aqui na frente e vim me informar. Fiz a inscrição para o curso de ‘Saúde Financeira’ e agora estou fazendo ‘Técnicas de Venda’.”

Diz que já havia feito “outros cursos” no Senac. “Isso tem uns oito anos. Quero atualizar os meus conhecimentos com as aulas que estou assistindo aqui. É uma oportunidade de me reciclar. Espero que os cursos me ajudem no mercado de trabalho – com certeza estou mais preparado agora.”

Rafael Soares